You are here

A raiva não é ruim! Aprenda a direcioná-la

Andreza Carício, escritora e palestrante, percebeu em sua busca pela evolução que todo mundo acredita que é feio ter raiva e que esse sentimento deve ser eliminado. O resultado desta crença é que as pessoas reprimem essa sensação e acabam por potencializá-la.
É necessário entender o nosso corpo para poder direcionar as impressões mentais negativas. Quando nos sentimos ameaçadas, o que aflora em nosso coração é o medo e a raiva – sentimentos muito interligados, e a partir disso o corpo libera adrenalina o que faz com que fiquemos prontas para fugir (medo) ou lutar (raiva).
Andreza afirma que devemos desenvolver todo o tipo de sentimento e, assim, passar a ter controle sobre eles. Isso fará com que não ajamos com impulsividade, e que não descontemos na gula, na bebida alcoólica, ou mesmo em uma discussão com alguém.
Na prática, a atitude poderosa é direcionar a sua raiva para uma ação produtiva. Como?
– Quando a raiva chegar, coloque o seu corpo em movimento. Assim, a adrenalina será dissipada de uma forma correta. Ainda, será liberada a endorfina, responsável pelo bom humor.
– Medite! É importante entender de onde vem a raiva, para eliminá-la do corpo de forma produtiva.
– Não se reprima! A raiva guardada pode gerar problemas no estômago e contaminar o seu organismo. Cuide-se!
Impulsione a sua raiva de maneira positiva, sugar baby!

Related posts

Leave a Comment