You are here
Comportamento 

Melhores lugares com montanha para visitar no Brasil

Sim, sugar baby, o Brasil tem um litoral imenso, com praias paradisíacas. Mas nem todo mundo gosta de passar o verão totalmente entre ondas, sal e areia. Há quem prefira o friozinho das montanhas, o aconchego de um chalé, a tranquilidade de cachoeiras e mata densa. E por falar em montanhas, nosso território está repleto de destinos incríveis.
Vamos conhecer alguns e escolher o próximo destino?
Visconde de Mauá, Rio de Janeiro: essa pequena cidade fluminense exala aconchego e romance. Mauá atrai tanto pelo conforto, quanto pelas atividades ao ar livre, sendo perfeita para quem precisa espairecer por alguns dias. As pousadas capricham na decoração e atraem casais que querem curtir as temperaturas amenas debaixo das cobertas e na frente da lareira. Apesar da água fria, as cachoeiras da região são lindíssimas e convidam a um mergulho nos dias mais ensolarados. Para isso, passar o dia na vizinha Maromba talvez seja a melhor opção. Do lado gastronômico, são famosas as trutas e os pinhões.
Diamantina, Minas Gerais: não é a toa que esta cidade tem nome de pedra preciosa. Incrustada na Serra do Espinhaço, Diamantina é uma das mais importantes cidades históricas de Minas. Também é um destino perfeito para quem quer respirar os ares da montanha. A cidade conserva a arquitetura colonial, com diversas construções únicas, como o Mercado, o Passadiço e a casa de Xica da Silva. Se Minas já é conhecida pela boa mesa, nas montanhas ela pode ser ainda mais caprichada. Lá não faltarão doces, compotas e o tradicional queijo Serro. Para quem gosta de trilhas e cachoeiras, as cidades de Milho Verde, São Gonçalo do Rio das Pedras e Biribiri, que são vizinhas, são verdadeiros parques de diversão. Diamantina fica especialmente movimentada no mês de julho, quando o Festival de Inverno da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) agita a vida cultural da cidade.
São Francisco Xavier, São Paulo: pertinho de São José dos Campos, São Francisco Xavier é destino ideal para os paulistanos que precisam respirar um pouco de ar fresco. A mata é muito bem preservada e o clima é de roça e calmaria. O melhor lugar para contemplar as belezas da região é sem dúvidas o Mirante da Pedra do Porquinho, um rochedo com vista panorâmica. Para quem gosta de cachoeira, há várias, como a do Roncador e a Pedra do Davi. Já os amantes de bons livros vão adorar conhecer São Francisco em abril, quando acontece o Festival Literário da Mantiqueira.
Garanhuns, Pernambuco: nem só de praia e muito calor é feito o Nordeste. Garanhuns, a pouco mais de 200 km de Recife, tem uma média térmica em torno de 18 graus no inverno. As mínimas ficam abaixo dos 10 graus. Tranquila e florida, a cidade é conhecida como a Suíça pernambucana. Os parques Pau-Pombo e Eucaliptos estão entre as principais atrações. Esta joia do Planalto da Borborema tem também um festival de inverno de peso, que acontece desde o começo dos anos 90 e conta com a participação de bandas famosas em todo o Brasil.
Domingos Martins, Espírito Santo: além de muito bonita, esta vila que fica a menos de uma hora de Vitória é repleta de atrações. A começar pela imponente Pedra Azul, um rochedo de mais de dois mil metros de altura, cujas tonalidades azuis mudam de acordo com a posição do sol. Outra atração imperdível é o passeio de trem pelas cidades capixabas. Domingos Martins é uma das paradas do percurso, que vai de Viana a Araguaia. As cachoeiras são especialmente belas, por conta da formação de piscinas naturais. Destaque para a Cascata do Galo. O vilarejo é ainda um destino queridinho de casais em lua de mel, principalmente no inverno, quando as temperaturas ficam abaixo dos 10 graus.
São Joaquim, Santa Catarina: cravada na serra catarinense, São Joaquim é para quem gosta de temperaturas extremas. É uma das poucas cidades brasileiras onde pode chegar a nevar. No inverno, lagos congelam e a vegetação fica coberta por cristais de gelo. Você também poderá apreciar as vinícolas da região. Para as mais aventureiras, há ótimos lugares para a prática de rapel. Para não ficar presa em engarrafamentos, melhor evitar a alta temporada.

Related posts

Leave a Comment